Com Pimenta

A gente quer comida, diversão e arte

Foto: JR Duran/Reprodução

Nunca antes na história deste país, eu vi um povo tão apático como o brasileiro dos dias de hoje. A indignação seletiva vai sufocando a gente e os absurdos das redes sociais limam a esperança em dias melhores.

Mas vamos falar de coisa boa. Mesmo com todo golpe, com todo o problema e todo o sistema, a cultura resiste e faz desses tempos menos difíceis. Nos próximos dias, Brasília recebe eventos de gastronomia, teatro e música. Confiram a seleção que fiz para a Seca#2:

Gastronomia, teatro e música

Anota na agenda: as quintas-feiras de agosto serão animadas com a programação do projeto Na Praia Cultural (Orla do Lago Paranoá). Aulas de gastronomia, stand-up comedy, música e artes visuais a preços populares (R$ 10 a meia). A estreia, dia 3 de agosto, é com Bela Gil (foto acima), Rodrigo Capella e o show “Clube do Choro Convida”, com os bandolinistas Hamilton de Holanda e Tiago Tunes.

Jazz e rock

No dia 10 de agosto, o Na Praia Cultural vem em ritmo de jazz com o Trio Mesa Pra Três, a cantora sueca Kajsa Beijer e os músicos João Bosco e Raul de Souza. Na semana seguinte, é vez do rock de Dillo Daraujo e Nuno Mindelis. Nas cinco quintas-feiras de projeto, serão expostas fotografias de Kazuo Okubo como partes da mostra “Guardiões do Lago Paranoá”

Bossa Nostra

A diva Elza Soares volta à cidade para única apresentação no dia 26 de agosto. Elza, Zélia Duncan, Mariene de Castro e Wanda Sá são as atrações do show “Elas cantam da Bossa ao Samba”, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães. No repertório, temas de João Gilberto, Noel Rosa e Chico Buarque, entre outros. Ingressos a partir de R$ 60 (vendidos no piso G2 do Brasília Shopping ou no site Eventim)

Sábado e cerveja

Beba Melhor é o evento mensal da cervejaria JinBeer, que divulga a cultura cervejeira e mostra ao público novos rótulos direto da fonte. A edição do dia 29 de julho contará com a estreia da cervejaria brasiliense Cruls Cervejaria Artesanal e do rótulo Red Ipa. A cerveja de estilo inglês tem sabor caramelo e amargor equilibrado. Vale a pena conferir. Das 10h às 22h, na Jin Beer Craft Brewery (SHVP Rua 5, chácara 278, lote 9, loja 3 – Vicente Pires).

Lenine em Brasília

Os ingressos para os shows do cantor pernambucano Lenine e da Orquestra à Base de Corda de Curitiba começam a ser vendidos no dia 5 de agosto, às 9h, na bilheteria do Teatro da Caixa. As apresentações acontecem de 10 a 13 de agosto. Vale a pena chegar (bem) cedo para garantir o ingresso, que será vendido a preços populares: R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).

Edição comemorativa

Em 2017, o Palco Giratório comemora 20 anos. No Distrito Federal, o projeto conta com espetáculos de Santa Catarina, Ceará, Rio Grande do Norte e Mato Grosso, etc., – além das pratas da casa. A programação também tem espetáculos de rua e oficinas culturais. Confira a programação completa e as classificações indicativas aqui.

Teatro democrático

As sessões do Palco Giratório acontecem até o fim do mês e vale a pena ficar de olho nos espetáculos “Na esquina” (MG), dias 15 e 16 de julho no Sesc Ceilândia; “Ninhos” (SP), dias 20 e 21, no Sesc Gama; “Lete” (RO), dia 22 de julho, no Sesc Garagem (913 Sul); e “Palafita” (CE), dia 29, no Sesc Taguatinga Norte.

Caymmi e Cartola

Depois de turnê por São Paulo, Bahia e Rio de Janeiro, a cantora Cris Pereira volta a se apresentar em Brasília. No dia 18 de julho, às 21h, ela, Lucas de Campos e José Cabrera fazem o show “Morro e Mar – Canções de Caymmi e Cartola” no Café Academia (201) Norte. Couvert: R$ 20.

Latinidades

Música, teatro, moda, debates e oficinas. O Festival Latinidades celebra 10 anos com atividades variadas em diversos espaços do DF. O encerramento é dia 30 de julho, com show do duo norte-americano Oshun. Programação completa e inscrições gratuitas aqui.

Oficina teatral

Dica para os atores e amantes do teatro: a atriz Larissa Mauro ministra a oficina “Composição da personagem”, entre os dias 17 e 25 de julho, no Sesc Taguatinga Norte. A oficina faz parte do programa “Curto-circuito no Andaime”, que celebra os 10 anos da Andaime Cia. de Teatro. Informações e inscrições (gratuitas) no site do grupo.

Arte negra

Um dos maiores expoentes da Cultura Negra em Olinda (PE), o Afoxé Alafin Oyó faz única apresentação na cidade domingo, 23 de julho. O grupo é o convidado do projeto Terreirada com Filhos de Dona Maria, que acontece uma vez por mês no Círculo Operário do Cruzeiro. Entrada: R$ 20 (até às 19h).

Samba de sexta

As sextas-feiras de julho prometem ser menos frias com o Samba de Marola. A partir das 19h30, os músicos apresentam um dos melhores repertórios da cidade, com composições autorais e clássicos de Paulinho da Viola, Jorge Aragão, Arlindo Cruz e Dona Ivone Lara, entre outros. A roda de samba fica do lado do bar Thainá (Conic). De graça!

Noite paraense

A segunda edição do Baile Bora Coisar é na sexta, 28 de julho, no Canteiro Central. Além da anfitriã Emília Monteiro, a noite conta com Silvan Galvão e Mestre Solano, ícone da guitarrada. A discotecagem Rafha Mendonzza. Ingressos a R$ 20.

Eu recomendo

Aquela Cia. (RJ) está em cartaz no Teatro da Caixa com o espetáculo “Caranguejo Overdrive”.  A trama narra a trajetória de Cosme, um ex-catador de caranguejos do mangue carioca da metade do século XIX.  Ele enlouquece na Guerra do Paraguai e, de volta ao Rio, encontra a cidade em transformação. O grande mérito da peça é trazer elementos da arte e da política contemporânea para a narrativa. Até 23 de julho.

Cinema brasileiro

Em tempos de concretização do golpe, uma boa notícia: “Aquarius”, de Kleber Mendonça Filho, é um dos finalistas do Grande Prêmio do Cinema Brasileiro na categoria longa-metragem de ficção. Além do filme do cineasta pernambucano (que deu o que falar após protestos em Cannes), “Boi Neon”, “Elis”, “Mãe só há uma” e “Nise – O coração da loucura” disputam o prêmio principal. O voto popular abre no dia 1º de agosto, quando o público poderá eleger seus preferidos pelo site www.academiabrasileiradecinema.com.br.


Maíra de Deus Brito

17 de julho de 2017