Bruxa do Cerrado

Um ensaio de Yanic Braga

Entre os vários seres que habitam o imaginário humano, a bruxa é uma das mais populares. Ela aparece em várias culturas, e, por conta da cultura popular americana e inglesa, ao falarmos a palavra “bruxa”, nos vem uma imagem de uma senhora velha e desgrenhada e uma vassoura de madeira.  Essa figura varia entre o cômico e o clichê, entre a perversão e a feiura, e esconde as suas origens provenientes do medo do desconhecido e do poder do feminino.

A bruxa do Cerrado surgiu a partir da necessidade de uma representação de uma personagem que conversasse com a cultura brasileira, especialmente com o Cerrado. Criamos uma mulher ligada à terra e à água; que renasce a cada queimada e que usa roupas simples, para suportar o calor. A bruxa do Cerrado respira o horizonte e dança com o vento, e nos é familiar e estranha ao mesmo tempo.

Yanic Braga

29 de dezembro de 2017